Início   >  Adaptogénes  >  Stress, quebra de energia...
05-11-2018

Stress, quebra de energia sazonal; o pódio dos adaptogénicos

stress fatigue Quebra de moral, fadiga, falta de entusiasmo, dificuldades em fazer face aos diferentes tipos de stress – físico ou psicológico. A depressão sazonal espreita os organismos mais frágeis. É altura de reagir!

Em paralelo com as sessões de luminoterapia, da prática de uma actividade física, se possível ao ar livre, existem plantas específicas fortificantes, capazes de gerir melhor o stress diário e de devolver a energia necessária para não soçobrar no blues invernal. Estas plantas qualificadas como “adaptogénicos” vêm dos quatro cantos do mundo (Índia, Peru, China, Coreia…), tendo cada uma as suas especificidades próprias mas um objectivo comum: apoiar o organismo nestes períodos frios e pouco ensolarados e aumentar a capacidade desde de resistir aos efeitos de uma vida demasiado activa.

Devemos este conceito de substâncias adaptogénicas a Nicholai Lazarev, um investigador soviético. Desde o início da segunda guerra mundial, teve como objectivo encontrar substâncias naturais capazes de erradicar a fadiga dos soldados e melhorar os respectivos desempenhos. As suas primeiras descobertas centraram-se em substâncias estimulantes, que apesar de muito eficientes num instante T, constituíam um perigo a longo prazo.
Diferentes plantas demarcaram-se das outras por serem capazes de potenciar as capacidades físicas e mentais sem estimular em excesso e sem esgotar o organismo a longo prazo, regulando inúmeros órgãos e funções fisiológicas. Nasceu assim o conceito de substâncias adaptogénicas.
Segundo a definição, um adaptogénico é “uma substância que aumenta de forma generalizada e não específica a resistência do organismo face aos diversos tipos de stress (físico, químico ou biológico) e situações stressantes que o afectam sem desencadear (ou desencadeando poucas) reacções hormonais”.

As plantas apresentadas a seguir respondem na perfeição a esta definição dado que potenciam as capacidade físicas e mentais, sem estimular em excesso, e fornecem energia e um melhor bem-estar rápido quando são tomadas:

O Ashwagandha

A raiz de Withania somnifera possui flavonóides, e mais especificamente witanolidas, reputadas por combater o stress e fortalecer o organismo, lutando contra a fadiga intelectual.
Os estudos realizados sobre o “ginseng indiano” indicam que ele possui uma acção relaxante, calmante e que melhora significativamente os estados de nervosismo, ansiedade e fadiga mental. Adicionalmente, os alcalóides nele contidos – somnina e somniferina – permitem restabelecer um sono de qualidade.
Para um máximo de eficácia, é preferível escolher um extracto patenteado de raiz de ashwagandha (KSM-66)®, normalizado a 5% de witanolidas, e ingerir o equivalente a 600 mg diariamente, distribuídos ao longo do dia. Com efeito, o processo de extracção específico, que não utiliza álcool nem substâncias químicas, permite conservar a integridade dos constituintes naturalmente presentes na raiz inteira.

O maca

Este “ginseng peruano”, cujo nome latino é Lepidium meyenii, é tradicionalmente reconhecido por conferir vigor e energia a todos os que o consomem. Esta planta em forma de nabo, pertencente à família da mostarda, cresce na cordilheira dos Andes e é utilizada tradicionalmente para combater a síndrome de fadiga crónica e para estimular os níveis de energia global e a força.
Algumas pesquisas sugerem que esta planta peruana anti-fadiga propiciaria o bom funcionamento das glândulas supra-renais.
Os seus extractos, normalizados em macamidas e macaenos, são não só utilizado pelas suas propriedades energizantes, mas também pelas suas capacidades de estimular a vitalidade sexual.
A toma de maca na forma de extractos normalizados é segura, mesmo em doses elevadas e por períodos prolongados, em todas as idades, a partir da adolescência.

O ginseng panax

É certamente o mais conhecido dos adaptogénicos e a plante líder incontestada da medicina chinesa. Globalmente, restabelece o equilíbrio físico, intelectual e emocional e é actualmente perfeitamente reconhecida pelas suas acções no tónus, na energia, na libido e na redução do stress.
O Radix Panax ginseng C.A. Meyer é o único ginseng inscrito na farmacopeia. Os seus mecanismos de acção estão longe de ser totalmente conhecidos, mas os seus efeitos terapêuticos são atribuídos aos seus princípios activos, os ginsenósidos. Existem aliás actualmente mais de quarenta ginsenósidos activos conhecidos.
Actuam por diferentes mecanismos de acção e crê-se que cada ginsenósido poderia ter os seus próprios efeitos específicos segundo os tecidos onde os exercem. Ao regular determinados órgãos (nomeadamente o eixo hipotálamo-hipofisário e as suprarenais) e múltiplas funções fisiológicas – sem estimular excessivamente nem travar as funções normais – proporciona um efeito tonificante geral, sem efeito de ricochete.
Contudo, o conteúdo em ginsenósidos do ginseng pode variar segundo a espécie, a idade da planta, a parte da plante, o método de conservação, a estação em que é feita a colheita e o método de extracção. Assim, os extractos de Radix panax ginseng não são todos equivalentes, sendo a percentagem de normalização em ginsenósidos primordial para uma eficácia ideal. Deve rondar os 20% a 30% de ginsenósidos.
Pode considerar-se uma cura de um mês em caso de depressão sazonal para fazer face às múltiplas exigências do quotidiano.

A rhodiola

A rhodiola rosea possui efeitos psicoestimulantes, reduzindo por isso os sintomas depressivos ligeiros a moderados. Esta planta adaptogénica siberiana consegue aumentar a resistência física, as capacidades cognitivas e o vigor sexual. É uma das primeiras plantas adaptogénicas estudadas nos anos 1960 pelos cientistas russos e escandinavos.
Estimula o metabolismo energético celular e age igualmente reduzindo a concentração de diferentes metabolitos produzidos no organismo na sequência de stress, nomeadamente o CRF (Corticotropin Releasing Factor), reconhecido pelo seu papel na fadiga mental.
Para obter efeitos reais rápidos, é necessário apostar em extractos normalizados em rosavina e em salidrosida.

A schisandra

A baga vermelha de squisandra sinensis que cresce no norte da China é tradicionalmente utilizada para restabelecer a vitalidade, a resistência, a resistência física, intelectual e sexual. Contém uma substância, a esquisandrina, capaz de aumentar a resistência física e intelectual, modular os níveis de cortisol observados em caso de stress crónico, estimular a actividade das glândulas supra-renais e assim aumentar a vitalidade.
Os extractos normalizados de eschisandra são portanto aconselhados, na razão de um grama por dia, em caso de esgotamento e podem ser utilizados por períodos prolongados – sem efeitos secundários nem contra-indicações.

O Eleuterococo

Este ginseng siberiano (Eleutherococcus senticosus ou acanthopanax) é originário do norte da China e da Sibéria. É um fabuloso adaptogénico adrenérgico que permite ao organismo resistir melhor ao stress, melhorar os desempenhos mentais e desportivos e reduzir a fadiga intelectual, particularmente nos períodos invernais.
De acordo com vários estudos, esta planta vinda do frio reforçaria as capacidade de trabalho e de concentração e reduziria a sensação de fadiga geral. Da família das araliáceas, tal como o ginseng coreano, contém substâncias activas, com propriedades semelhantes às dos ginsenósidos. Os dois mais abundantes são os eleuterósidos B e E.
Algumas pessoas muito sensíveis ao ginseng coreano e que o suportam bastante mal, respondem frequentemente melhor ao eleuterococo.

O shilajit

Esta substância bituminosa que escorre das escarpas dos contrafortes dos Himalaias durante a estação quente transborda de nutrientes e de oligoelementos, nomeadamente ácido fúlvico.
A utilização tradicional do shilajit repousa nas suas propriedades de tónico potente e de adaptogénico. A sua toma regular permite aumentar a energia e a resistência, restabelecendo as funções energéticas normais das mitocôndrias. Este efeito é mais particularmente visível quando o shilajit é associado à coenzima Q10 dado que a estabiliza na sua forma activa, o ubiquinol.
Propicia também o equilíbrio emocional e tem um efeito positivo na gestão do stress e da libido.

O astragalo

Reconhecido sobretudo como uma verdadeira fonte da juventude, o astragalo (Astragalus membranaceus) é também igualmente utilizado pela medicina chinesa para ajudar o organismo a proteger-se do stress quotidiano e crónico, quer seja físico, mental ou emocional.

Cada indivíduo é diferente do seu vizinho, do seu cônjuge e dos outros membros da sua família. Por isso, não existe UMA planta adaptogénica, mas PLANTAS que convêm por vezes melhor a determinadas pessoas.
É por esta razão que não se deve hesitar em fazer curas regulares com uma planta adaptogénica, de 1 a 3 meses, e em testar outra na cura seguinte.
Encomendar os nutrientes evocados neste artigo
Super Ashwagandha

Novo extracto, 2,5 vezes mais concentrado em princípio activo

www.supersmart.com
Super Maca 450 mg

Único extracto de Maca normalizado para fornecer 0,6% de macamidas e macaenos

www.supersmart.com
Ginseng 30%

A planta líder incontestada da medicina chinesa

www.supersmart.com
Rhodiola rosea 300 mg

Extracto normalizado contendo 5% de rosavina e cerca de 3% de salidrósidos

www.supersmart.com
Schisandra Chinensis 250 mg

Extracto 10:1 normalizado 9% schizandrina

www.supersmart.com
Super Shilajit 250 mg

Uma nova forma mais pura, mais concentrada e mais activa de um tónico ayurvédico antigo e venerado.

www.supersmart.com
Astragalus Extract

Extracto hidroglicerinado de Astragalus em gotas
A "Fonte de Juventude" milenar da medicina chinesa.

www.supersmart.com
Adaptix

Oito adaptogénicos para combater eficazmente os efeitos do stress e reforçar a vitalidade física e mental

www.supersmart.com
Magnolia Extract 30 mg

Extracto normalizado 90 % honokiol e magnolol

www.supersmart.com
Descubra também
04-09-2017
Rentrée – como se precaver face ao...
Já estamos na rentrée! Este período do ano é um dos mais difíceis de enfrentar. Marca o fim das férias com o retorno das preocupações...
Saber mais

Gratuito

Obrigado pela sua visita; antes de partir

INSCREVA-SE NO
Club SuperSmart
E beneficie
de vantagens exclusivas:
  • Gratuito: a publicação científica semanal "Nutranews"
  • Promoções exclusivas para membros do clube
> Continuar