Início   >  Alergias  >  Alergias sazonais: remédios naturais...
18-04-2017

Alergias sazonais: remédios naturais a conhecer

Allergies saisonnières Dias mais compridos, um clima mais ameno, o retorno de um sol radioso… as alegrias da Primavera são muitas. Contudo, a chegada da Primavera pode também ser uma má novidade para algumas pessoas. Todos os anos, este período marca o início das alergias sazonais. Causadas principalmente pelos pólenes e pelas gramíneas, estas alergias levam ao surgimento de uma rinite alérgica, frequentemente conhecida como “febre dos fenos” 1. Esta traduz-se por uma inflamação das paredes nasais, manifestando-se por espirros, comichões e secreções nasais. Estes sintomas tornam-se muito desagradáveis e incómodos em poucos dias. Felizmente, existem soluções terapêuticas naturais. Descubra 3 remédios naturais para combater as alergias sazonais. Descubra uma selecção de remédios naturais para combater as alergias sazonais.

A petasite-híbrida – um remédio natural para combater as alergias sazonais

Uma eficácia comprovada contra a rinite alérgica sazonal
Apesar de algumas plantas poderem estar na origem de reacções alérgicas, outras podem revelar-se benéficas contra a rinite alérgica. De entre elas, a petasite-híbrida – também conhecida como butterbur – é uma planta medicinal preconizada em caso de alergias sazonais. A sua eficácia para combater a rinite alérgica sazonal foi aliás confirmada durante um estudo realizado em 2003 por investigadores escoceses 2. Este estudo publicado na revista Clinical & Experimental Allergy foi realizado envolvendo 20 indivíduos sensíveis ao pólen. Estes indivíduos foram repartidos em dois grupos. Um dos grupos tomava um placebo, ao passo que o segundo tomava um suplemento de butterbur, repartido em duas tomas diárias de 50 mg. Para avaliar a eficácia destes suplementos, as pessoas alérgicas foram igualmente submetidas a uma administração de adenosina monofosfato (AMP), uma molécula envolvida na resposta alérgica. Após duas semanas de toma do suplemento, os investigadores mediram os índices de AMP nos 20 sujeitos do estudo e constataram uma diminuição desta concentração nos indivíduos que tomaram suplemento de butterbur. Isso confirma a eficácia da petasite-híbrida no combate à rinite alérgica sazonal. Para tirar o melhor partido possível desta planta medicinal, esta é proposta na forma de complementos alimentares no catálogo Supersmart: Butterbur Extract.

Uma acção que tem por alvo a reacção alérgica
Deseja saber mais sobre a acção da petasite-híbrida? Esta planta foi objecto de outros estudos científicos. Em 2006, uma equipa de investigação japonesa publicou os resultados dos seus trabalhos sobre o mecanismo de acção desta planta3. Os investigadores mostraram que a toma do suplemento de butterbur permitia suprimir a reacção alérgica de tipo 1, que corresponde à hipersensibilidade imediata sentida aquando de uma alergia sazonal. Confirmaram a sua descoberta em ratos, porquinhos-da-índia e células especializadas. A petasite-híbrida agiria a diferentes níveis, inibindo a libertação de beta-hexosaminidase, a síntese de leucotrienos C, D e E, a produção de FNT-alfa, bem como a constrição do músculo involuntário induzida pela histamina e pelos leucotrienos D. Todas estas acções permitem limitar a reacção alérgica que surge em caso de hipersensibilidade ao pólen e às gramíneas. Uma razão adicional para tirar partido das virtudes da petasite-híbrida contra as alergias sazonais.

Associações de extractos naturais para uma acção sinérgica contra as alergias

Extractos vegetais com propriedades antialérgicas
Além da petasite-híbrida, foram estudados outros extractos naturais pelo respectivo interesse em caso de alergias sazonais. Contam-se aliás vários milhares de estudos científicos sobre este assunto. Se alguns de entre eles se centram em plantas, existem outros realizados sobre frutos, grãos, gorduras, raízes ou ainda fragmentos de casca. Entre estes inúmeros extractos de vegetais, vários revelaram propriedades benéficas em casos de alergias. Alguns investigadores identificaram, por exemplo, princípios activos com propriedades anti-inflamatórias. A sua acção poderia permitir aliviar as reacções inflamatórias provocadas durante as alergias sazonais. Foram igualmente avançados outros compostos pelo seu poder antioxidante e respectiva actividade estabilizadora ao nível das membranas celulares. Com base nestas descobertas, vários cientistas decidiram associar vários extractos naturais para avaliar a actividade sinérgica destes produtos. Os seus trabalhos conduziram à elaboração de várias misturas patenteadas, como a fórmula Pantescal™. Esta contém, nomeadamente, um extracto de oliveira (Olea europaea), um extracto de alcaparra (Capparis spinosa), groselhas (Ribes nigrum) e ginseng (Panax ginseng). A eficácia desta mistura foi comparada à da cetirizina – um medicamento vulgarmente utilizado contra as alergias. Envolvendo quarenta pessoas, este estudo mostrou que Pantescal™ pode inibir significativamente as reacções alérgicas, tal como a cetirizina4. É por esta razão que esta mistura patenteada é utilizada na formulação de certos produtos, como o complemento Aller Fight de Supersmart. Uma outra mistura de extractos vegetais foi igualmente patenteada em virtude do seu potencial antialérgico: Aller-7®. Esta mistura reúne sete extractos com propriedades antialérgicas: Phyllanthus emblica, Terminalia chebula, Terminalia belerica, Albizia lebbeck, Zingiber officinale, Piper longum e Piper nigrum.

A quercetina – um potente princípio activo natural contra as alergias
De entre os extractos vegetais apresentados anteriormente, vários têm em comum um princípio activo: a quercetina. Esta faz parte da família dos flavonóides – compostos conhecidos pelo seu poder antioxidante. Além de ser um excelente antioxidante, a quercetina revelou igualmente propriedades anti-inflamatórias a anti-histamínicas naturais. Estas propriedades permitem combater os sintomas induzidos por inúmeros alergénios tais como os pólens. Vários estudos mostraram que a quercetina se oporia à libertação da histamina5,6. Este composto é o mediador químico envolvido no aparecimento das reacções alérgicas. Ao limitar a secreção desta substância, a quercetina permite assim limitar os sintomas alérgicos tais como a rinite alérgica sazonal. Para tirar o melhor partido possível das propriedades antialérgicas deste flavonol, este pode ser encontrado em inúmeros alimentos de origem natural. Contudo, a respectiva quantidade é frequentemente fraca nestes produtos. Por essa razão, foram desenvolvidos complementos alimentares específicos. É, por exemplo, o caso da fórmula concentrada em quercetina de Supersmart: Super Quercetin 500 mg.

O interesse da toma de um suplemento em vitamina E nos casos de rinites alérgicas

Quando surge uma rinite alérgica, alguns sintomas incomodativos podem ser atenuados graças à toma de um suplemento em vitamina E. É o que revela um estudo publicado em 2004 na revista Annals of Allergy, Asthma & Immunology4. Durante os seus trabalhos, os investigadores israelitas avaliaram a eficácia de complementos em vitamina E em 112 indivíduos que sofriam de uma “febre dos fenos”. Estes dispunham de um tratamento alérgico, acompanhado de um suplemento específico. Alguns tomavam um placebo ao passo que outros tomavam um suplemento em vitamina E, numa dose de 800 mg por dia. Durante o período de tratamento, os sujeitos do estudo anotaram diariamente a evolução dos seus sintomas. No final do estudo, isso permitiu aos investigadores pôr em evidência uma melhoria dos sintomas nasais nos indivíduos que tomaram o suplemento em vitamina E. A toma de um suplemento em vitamina E pode, por conseguinte, revelar-se benéfica para limitar o incómodo ocasionado por uma alergia sazonal. Para tal, é por exemplo possível encontrar vitamina E na forma de complementos alimentares. É, por exemplo, o caso da nova fórmula Gamma E Tocopherols que contém uma combinação de várias formas de vitamina E.

A acção dos probióticos em caso de alergias sazonais

Probióticos para combater o surgimento de uma rinoconjuntivite
Uma descoberta recente poderia mudar o dia-a-dia das pessoas alérgicas. Com efeito, um grupo de investigadores demonstrou o interesse dos probióticos no caso de alergias sazonais. Muito estudados nos últimos anos, os probióticos são microrganismos vivos que produzem efeitos positivos no organismo. Estas estirpes de probióticos são conhecidas sobretudo pelos seus benefícios ao nível da flora intestinal, mas poderiam ter igualmente um interesse terapêutico em caso de rinoconjuntivite. Esta corresponde ao aparecimento simultâneo de uma rinite e de uma conjuntivite – uma inflamação ao nível da membrana que cobre o olho. No caso das alergias sazonais, é comum constatar o desenvolvimento de uma rinoconjuntivite alérgica. Em 2017, um estudo publicado na prestigiada revista The American Journal of Clinical Nutrition demonstrou a eficácia de determinadas estirpes de probióticos no combate à rinoconjuntivite5.

Probióticos eficazes no caso de alergias sazonais
Os investigadores avaliaram o potencial terapêutico de várias estirpes de probióticos: Lactobacillus gasseri, Bifidobacterium bifidum e Bifidobacterium longum. O estudo realizado envolveu 173 pacientes com alergias sazonais, repartidos em dois grupos. O primeiro tomava um placebo ao passo que o segundo tomava um suplemento de probióticos, numa dose de suas cápsulas por dia. Este aporte diária equivale a cerca de 3 mil milhões de microrganismos. Os testes duraram 8 semanas, durante a época das alergias sazonais. Com a ajuda de um questionário, os investigadores conseguiram avaliar a evolução dos sintomas sentidos pelos pacientes. Foram igualmente recolhidas amostras de sangue para analisar os níveis de determinadas células imunitárias envolvidas nas respostas alérgicas. No final da análise realizada, os cientistas salientaram uma melhoria da qualidade de vida dos pacientes que tomaram o suplemento. Contudo, os mecanismos biológicos desta acção continuam ainda a ser desconhecidos. Para tirar o melhor partido possível das vantagens destes probióticos, é possível encontrar várias estirpes na forma de complementos alimentares: Lactobacillus gasseri e Bifidobacterium longum



> Sources :
1. Organisation Mondiale de la Santé (OMS), Affections respiratoires chroniques - Rhinite allergique et sinusite, 2017.
2. Lee DK, Carstairs IJ, Haggart K, Jackson CM, Currie GP, Lipworth BJ, Butterbur, a herbal remedy, attenuates adenosine monophosphate induced nasal responsiveness in seasonal allergic rhinitis, Clin Exp Allergy. 2003 Jul;33(7):882-6.
3. Shimoda H, Tanaka J, Yamada E, Morikawa T, Kasajima N, Yoshikawa M, Anti type I allergic property of Japanese butterbur extract and its mast cell degranulation inhibitory ingredients, J Agric Food Chem. 2006 Apr 19;54(8):2915-20.
4. Shahar E, Hassoun G, Pollack S, Effect of vitamin E supplementation on the regular treatment of seasonal allergic rhinitis, Ann Allergy Asthma Immunol. 2004 Jun;92(6):654-8.
5. Bobbi Langkamp-Henken et al., Probiotics (Lactobacillus gasseri KS-13, Bifidobacterium bifidum G9-1, and Bifidobacterium longum MM-2) improve rhinoconjunctivitis-specific quality of life in individuals with seasonal allergies: a double-blind, placebo-controlled, randomized trial, Am J Clin Nutr., 2017.
Encomendar os nutrientes evocados neste artigo
Super Quercetin 500 mg

Uma fonte pura, uma concentração ideal e propriedades mais vastas

www.supersmart.com
Aller-7® 330 mg

Mistura específica de sete extractos vegetais anti-alérgicos.

www.supersmart.com
Aller Fight 300 mg

Uma eficácia clinicamente demonstrada nas alergias.

www.supersmart.com
IsoQuercitrin 100 mg

Primeira forma hidrossolúvel altamente biodisponível

www.supersmart.com
Gamma E Tocopherols

Potente mistura de antioxidantes

www.supersmart.com
Bifidobacterium longum 25 mg

DR caps™ gastro-resistentes que protege os ingredientes dos ácidos gástricos.
Uma das microbactérias mais importantes para a saúde do intestino.

www.supersmart.com
Lactobacillus gasseri

Uma estirpe probiótica particularmente eficaz na gestão do peso
Em DR Caps™ gastro-resistentes para uma eficácia ideal

www.supersmart.com
Descubra também
14-03-2017
Dermatite atópica: o interesse dos prebióticos e...
Entre 30% e 40% da população mundial é afectada por uma alergia. Podendo ter origens variadas, esta pode manifestar-se de formas diferentes tais como uma...
Saber mais
07-02-2018
Os desportistas correm mais rápido com esta...
Podemos conseguir melhorar os nossos desempenhos desportivos em apenas um mês com a ajuda de um suplemento? Sim – acaba de demonstrar uma equipa de...
Saber mais
28-02-2018
Os sensíveis ao glúten não são mentirosos...
A história repete-se. À semelhança da doença celíaca e da fibromialgia quando surgiram, a sensibilidade ao glúten (SGNC) suscita a chacota de uma parte dos...
Saber mais
Siga-nos
Seleccione o idioma à sua escolha
ptfrendeesitnl

Gratuito

Obrigado pela sua visita; antes de partir

INSCREVA-SE NO
Club SuperSmart
E beneficie
de vantagens exclusivas:
  • Gratuito: a publicação científica semanal "Nutranews"
  • Promoções exclusivas para membros do clube
> Continuar