Início   >  Resveratrol  >  Os flavonóides dos mirtilos...
12-08-2019

Os flavonóides dos mirtilos protegem o coração

Myrtilles

É o que avança um estudo (1) realizado recentemente por investigadores de East Anglia no Reino Unido e de Harvard. Na realidade, consumir 150 gramas de mirtilos por dia teria efeitos protetores no sistema cardio-metabólico, graças aos flavonóides naturalmente presentes nesta pequena baga.

A síndrome metabólica: um fator de risco cardiovascular importante

Os investigadores que realizaram o estudo interessaram-se pela síndrome metabólica, que afeta hoje em dia um terço dos adultos nos países ocidentais. Fala-se de síndrome metabólica quando um indivíduo concentra pelo menos três dos cinco fatores de risco cardiovascular seguintes: hipertensão arterial, nível demasiado baixo de colesterol “bom”, nível demasiado elevado de triglicéridos, hiperglicemia (índice de açúcar no sangue demasiado elevado) e excesso de gordura abdominal (perímetro abdominal elevado).

A síndrome metabólica potencia gravemente o risco de doença cardíaca, de acidente vascular cerebral e de diabetes de tipo 2, além de ocasionar frequentemente a prescrição de medicamentos para tratar os sintomas que a acompanham. Ora, segundo os resultados do estudo, o consumo de 150 gramas de mirtilos por dia, ou seja, o equivalente a uma pequena taça, tem um efeito protetor inegável. Diminui a rigidez arterial e a função vascular geral, reduzindo por essa via entre 12 a 15% o risco cardiovascular nas pessoas que sofrem de síndrome metabólica!

O efeito protetor dos antocianos dos mirtilos no coração

A origem deste benefício residiria nos antocianos, que encontramos concentrados em grande quantidade neste pequeno fruto. Os antocianos são pigmentos naturais que dão aos mirtilos a sua cor azul tão característica. São também responsáveis pelas pigmentações que vão do vermelho ao azul, passando pelo violeta, em inúmeras plantas, nas flores, frutos e folhas. Pelo vermelho das uvas (e, por conseguinte, do vinho) os culpados são os antocianos! Fazem parte da grande família dos flavonóides; são polifenóis que encontramos em inúmeros vegetais e que são reconhecidos pelos seus efeitos globalmente benéficos no organismo.

Quais os papéis dos flavonóides dos mirtilos?

Os antocianos e os outros flavonóides dos mirtilos, tais como a quercetina, as catequinas ou o resveratrol, conferem-lhes benefícios excecionais e variados, fazendo com que mereçam o apelido de “super fruto”;

  • são antioxidantes; ao participar ativamente na luta contra os radicais livres, estão na primeira linha contra o envelhecimento celular e contra o desenvolvimento dos cancros;
  • são anti-inflamatórios e propiciam o bom funcionamento do sistema imunitário,
  • são antibacterianos e apresentam efeitos protetores, nomeadamente face às infeções urinárias, às parodontites, à diarreia…;
  • permitem limitar as lesões cerebrais em caso de acidente vascular cerebral;
  • limitam o risco de disfunção erétil, ainda mais quando o respetivo consumo é associado à prática de uma atividade física regular;
  • propiciam o desenvolvimento correto das funções cerebrais nas crianças;
  • permitem lutar contra o declínio cognitivo ligado à idade; Um consumo significativo e regular de mirtilos tem um efeito positivo na atividade cerebral ligada às funções cognitivas nos idosos, nomeadamente na memória;
  • teriam uma ação protetora na retina e melhorariam, nomeadamente, a visão noturna.

Os investigadores que realizaram o estudo aconselham, portanto – além de adotar uma alimentação equilibrada – consumir regularmente mirtilos para beneficiar das suas propriedades notáveis… tirando partido da colheita!


Referência científica
(1) P. J. Curtis,V. van der Velpen, L. Berends, A. Jennings, M. Feelisch, M. Umpleby, M. Evans, B. O. Fernandez, M. S. Meiss, M. Minnion, J. Potter, A. Minihane, C. D. Kay, E. B. Rimm, A. Cassidy. Blueberries improve biomarkers of cardiometabolic function in participants with metabolic syndrome—results from a 6-month, double-blind, randomized controlled trial. American Journal of Clinical Nutrition. Vol 109, pp 1535–1545, 2019.

Encomendar os nutrientes evocados neste artigo
Super Quercetin 500 mg

Uma fonte pura, uma concentração ideal e propriedades mais vastas

www.supersmart.com
Resveratrol 20 mg

O fitonutriente mais eficaz e o mais estudado para manter e proteger a sua saúde

www.supersmart.com
Bilberry Extract 100 mg

O extracto de mirtilo melhora a microcirculação e alivia a fadiga visual

www.supersmart.com
Siga-nos
Seleccione o idioma à sua escolha
ptfrendeesitnl

Gratuito

Obrigado pela sua visita; antes de partir

INSCREVA-SE NO
Club SuperSmart
E beneficie
de vantagens exclusivas:
  • Gratuito: a publicação científica semanal "Nutranews"
  • Promoções exclusivas para membros do clube
> Continuar