Início   >  Vitaminas  >  Uma escassez de vitamina...
14-03-2017

Uma escassez de vitamina D reduz a eficácia de determinados tratamentos anti-inflamatórios

inflamação intestinal Conhecida por intervir em várias funções do organismo, a vitamina D poderia ser um elemento chave no âmbito de determinados tratamentos. É isso que revela um estudo publicado em Março de 2017 na revista Alimentary Pharmacology and Therapeutics1. Os investigadores constataram que uma escassez de vitamina D poderia reduzir a eficácia de determinados tratamentos anti-inflamatórios.

Resultados obtidos em doenças inflamatórias crónicas do intestino

Este estudo envolveu pacientes com doenças inflamatórias crónicas do intestino, sendo as mais conhecidas a doença de Crohn e a colite ulcerosa. Estas doenças afectam com mais frequência jovens com idades compreendidas entre os 20 e os 30 anos e caracterizam-se por uma inflamação da parede de um segmento do tubo digestivo. Lutar contra estas patologias é uma parada alta quando sabemos que se têm tornado cada vez mais frequentes nos últimos anos, devido à industrialização maciça2. Além disso, até hoje estas doenças continuam infelizmente a ser incuráveis devido a uma má compreensão dos mecanismos de acção implicados no aparecimento destas inflamações. Actualmente apenas estão disponíveis tratamentos para mitigar os sintomas e melhorar o dia a dia dos pacientes. É por isso que inúmeros investigadores tentam compreender melhor estas doenças e melhorar os tratamentos disponíveis. Este novo estudo poderia assim permitir aumentar as hipóteses de cura dos pacientes com doenças inflamatórias crónicas do intestino.

O impacto de um nível baixo de vitamina D nos tratamentos anti FNT-alfa

Nos seus trabalhos, os cientistas partiram da hipótese de que os índices de vitamina D poderiam ter impacto nas probabilidades de remissão dos pacientes com doenças inflamatórias crónicas do intestino. Interessaram-se particularmente por pacientes que haviam seguido um tratamento anti FNT-alfa (anti-TNF-α), uma solução frequentemente preconizada nas formas mais graves. Para isso, o grupo de investigação analisou e comparou os dados recolhidos junto de 521 pacientes com doenças inflamatórias crónicas do intestino no Brigham e Women’s Center. De entre estes dados, tem-se em conta nomeadamente a idade e o sexo dos pacientes, o diagnóstico da doença inflamatória crónica do intestino, o tipo de tratamento anti-TNF-α, bem como os índices de vitamina D dos doentes durante o tratamento. No final dos trabalhos, os investigadores constataram que os pacientes que apresentavam níveis de vitamina D normais reagiram mais rapidamente ao tratamento anti FNT-alfa do que os pacientes que apresentavam níveis baixos de vitamina D. O nível de vitamina D teve, por conseguinte, impacto nas probabilidades de remissão dos pacientes.

Estes novos resultados levam a pensar que a toma de um suplemento de vitamina D poderia ter um interesse terapêutico para melhorar a eficácia de determinados tratamentos anti-inflamatórios. Além disso, este estudo lembra a importância de manter níveis de vitamina D adequados no organismo. Para tal, foram desenvolvidos vários complementos alimentares para uma suplementação adaptada às necessidades de cada um: Vitamin D3 1 000 UI, Vitamin D3 Spray 2000 UI e Vitamin D3 5000 UI.

> Fontes:
1. R. W. Winter, E. Collins, B. Cao, M. Carrellas, A. M. Crowell, J. R. Korzenik, Higher 25-hydroxyvitamin D levels are associated with greater odds of remission with anti-tumour necrosis factor-α medications among patients with inflammatory bowel diseases, Alimentary Pharmacologie and Therapeutics, Volume 45, Edição 5, Março de 2017, Páginas 653–659.
2. Inserm, Maladies inflammatoires chroniques de l’intestin (MICI), Dossier realizado em colaboração com Pierre Desreumaux, Lille – Fevereiro de 2016.
Encomendar os nutrientes evocados neste artigo
Vitamin D3 1000 UI

Forma biodisponível de vitamina D3 na dose certa para todos

www.supersmart.com
Vitamin D3 5000 UI

Para compensar os perigosos défices de vitamina D.
Vitamina lipossolúvel na forma oleosa = melhor biodisponibilidade

www.supersmart.com
Vitamin D3 Spray 2000 IU

Na sua forma de mais fácil absorção para prevenir as doenças crónicas

www.supersmart.com
Descubra também
24-06-2019
PEA o analgésico natural universal
Mais conhecido pelas iniciais PEA, a palmitoiletanolamida é um potente princípio activo natural descoberto em 1957. Desde a sua descoberta, esta substância foi regularmente objecto...
Saber mais
29-07-2019
O magnésio – um novo anti-inflamatório?
Até hoje, o magnésio era conhecido principalmente como um mineral essencial para o equilíbrio nervoso, a função muscular, a regulação cardíaca ou ainda a saúde...
Saber mais
01-08-2018
Acabar com a inflamação crónica
Quer seja silenciosa ou dolorosa, a inflamação esteve sempre na base de doenças ditas civilizacionais diversas e invalidantes: doenças cardiovasculares, artrites, inflamações intestinais… Apesar de...
Saber mais
Siga-nos
Seleccione o idioma à sua escolha
ptfrendeesitnl

Gratuito

Obrigado pela sua visita; antes de partir

INSCREVA-SE NO
Club SuperSmart
E beneficie
de vantagens exclusivas:
  • Gratuito: a publicação científica semanal "Nutranews"
  • Promoções exclusivas para membros do clube
> Continuar