Início   >  Próstata  >  Próstata: Ah, se os...
31-03-2018

Próstata: Ah, se os homens soubessem...

Prostate preventionEnquanto as mulheres sabem que mais cedo ou mais tarde irão passar pela menopausa, os homens ignoram tudo o que os espera. Ignoram que serão inevitavelmente vítimas de um inchaço lento e progressivo da próstata. Ignoram que deverão, se nada for feito, revelar ao médico que estão a ficar "impotentes", que estão a perder a sua masculinidade e que os problemas urinários interferem cada vez mais na sua vida. É por isso que está na altura de sair da ignorância e tomar a dianteira desta "doença" tão íntima.

O envelhecimento inexorável da próstata

A próstata está no centro do aparelho reprodutor masculino, tanto do ponto de vista anatómico como do ponto de vista funcional. Constituída por 20% de tecido muscular e 30% de cavidades, desempenha um papel fundamental na constituição do esperma e está no centro do sistema hormonal.
O seu envelhecimento é o resultado de fatores genéticos e ambientais aos quais o organismo está sujeito. Este envelhecimento ganha contornos pouco habituais: quanto mais os anos passam, mais aumenta. Este aumento de volume corresponde, na literatura médica, à hiperplasia benigna da próstata, conhecida anteriormente como adenoma da próstata. Considerada uma patologia benigna, esta levanta a questão da normalidade: a partir de quando é que um conjunto de sintomas corresponde a uma patologia e não a uma situação normal associada ao envelhecimento? É que as estatísticas são muito claras4:
    - Aos 40 anos, tem cerca de 20% de hipóteses de ser afetado.
    - Aos 60 anos, esta percentagem passa para 70%.
    - Aos 90 anos, os autores concordam que todos os homens são afetados pela "patologia".
Por outras palavras, esta suposta "doença" é um fenómeno incontornável na vida de um homem. Aconteça o que acontecer, e contando que chegue a idoso, irá sofrer de hiperplasia benigna da próstata. O que não é tão evidente, é determinar a idade a partir da qual se vão desencadear os sintomas desta doença, deste envelhecimento "normal". As estatísticas acima demostram bem que algumas próstatas envelhecem melhor do que outras. Embora pareça ser inevitável, torna-se evidente que dispomos de uma certa margem de manobra para adiar o aparecimento de problemas, retardar o envelhecimento da próstata e protegê-la dos ataques que sofre ao longo de toda a vida. E este ganho de tempo é muito importante, porque quando vivemos até uma certa idade, o que conta é estarmos na plena posse das nossas capacidades intelectuais e físicas. Fala-se de esperança de vida com boa saúde, que tem vindo a diminuir nos últimos anos, contrariamente à esperança de vida propriamente dita. E o mínimo que se pode dizer é que a hiperplasia benigna da próstata contribui para isso.

Os sintomas incómodos da hipertrofia benigna da próstata

Ainda não se conhece muito bem a fisiopatologia da hiperplasia benigna da próstata, mas sabemos que provoca vários sintomas incómodos6:
    - Uma frequência anormalmente elevada da micção, nomeadamente durante a noite.
    - Incontinência urinária por urgência (necessidades subitamente urgentes).
    - Dificuldade em começar a urinar.
    - Um jato fraco.
    - Interrupções frequentes da micção (intermitente).
    - Gotas de urina depois de ter terminado.
    - Sensação de esvaziamento incompleto da bexiga.
Existem também sintomas associados à disfunção erétil. É no interior da próstata que o esperma, sob pressão, se acumula mesmo antes da ejaculação. É nomeadamente por esta razão que dá origem a problemas sexuais no homem, quando está volumosa. Relacionada com a diminuição progressiva da testosterona (o nível de testosterona produzido pelo testículo decresce regularmente com a idade, de 1 a 2% por ano a partir dos 40 anos de idade1), contribui para o aparecimento destes sintomas diferentes:
    • Diminuição da força muscular e da massa muscular (a perda estimada é de 40% entre 20 e 80 anos)2.
    • Diminuição da pilosidade púbica e axilar.
    • Aumento dos suores e dos afrontamentos.
    • Diminuição do tamanho dos testículos.
    • Alteração de todas as fases da relação sexual3: - Demora mais tempo a atingir a ereção e necessita de estímulos maiores.
    - As secreções que antecedem a ejaculação diminuem.
    - O orgasmo é mais curto.
    - A expulsão de esperma é mais pequena e menos direta.
    - O regresso à normalidade do pénis é mais rápido e o período refratário, o período que se segue à ejaculação durante o qual é impossível um orgasmo, é maior.
As primeiras mudanças ao nível da próstata ocorrem aos 30 anos de idade. Mas estas modificações só irão desencadear sintomas aos 50 anos de idade em 1 em cada 2 homens. Nas pessoas com mais de 60 anos de idade, os problemas de micção representam cerca de 50% dos problemas de saúde. Além disso, depois desta idade, a intervenção mais comum é a prostatectomia.

Os tratamentos alternativos de que não lhe falam

Há 10 anos só havia, por assim dizer, 2 tratamentos oficiais: a vigilância e o tratamento cirúrgico. Concretamente, contentávamo-nos em esperar pelo momento em que os sintomas se tornassem insuportáveis para proceder à intervenção cirúrgica, eficaz, mas cheia de efeitos secundários. Atualmente, estão disponíveis duas terapias medicamentosas. Diminuem os sintomas associados à hiperplasia benigna da próstata… mas provocam outros! Entre os efeitos secundários, destacam-se as ejaculações retrógradas (para a bexiga), perda de virilidade e diminuição do volume de esperma.
As preparações à base de plantas são evidentemente os "medicamentos" mais antigos, mas a sua utilização continua a ser controversa. Apesar da publicação de numerosos trabalhos reconhecidos no plano internacional, os tratamentos fitoterapêuticos nem sempre constam no arsenal terapêutico proposto pelos médicos. Vá-se lá saber porquê…

O leitor informado, em contrapartida, sabe que estas preparações à base de plantas são extremamente eficazes e limitadas em termos de efeitos secundários. Infelizmente, este tipo de leitor é bastante raro. A grande maioria dos homens contenta-se em ouvir passivamente os meios de comunicação e os conselhos do seu médico de família. A proteção da sua independência e da sua virilidade não está de forma alguma na sua lista de prioridades... até ao dia em que surgem sintomas estranhos. Os mesmos sintomas que acabámos de enunciar. No tempo que leva a admitir que tem realmente um problema e a decidir-se finalmente a revelar tudo a um médico, a próstata terá aumentado mais e os sintomas ter-se-ão agravado.

O médico irá examiná-lo e irá confirmar que, sim, apresenta todos os sinais de hiperplasia benigna da próstata. Depois de alguns exames, entre os quais se encontra o célebre toque retal, ele saberá se deve ser tratado de forma medicamentosa, cirúrgica ou se deve esperar que os seus sintomas se agravem para que se possa fazer alguma coisa por si. Alguns de entre eles, os raros que não estão presos a uma medicina centrada sobre ela própria, irão falar-vos de vários produtos naturais. Mas para a grande maioria das pessoas que não beneficiarão destes conselhos, sentimos que era nosso dever mencionar a sua existência, com estudos científicos para corroborar. Segue-se uma seleção dos 5 melhores produtos de fitoterapia para contrariar o aumento do volume da próstata e reduzir os sintomas associados a este envelhecimento.
    - As bagas da palmeira-anã. Dezenas de estudos concluíram que a palmeira-anã reduz de forma significativa os sintomas da hipertrofia benigna da próstata. Com a mesma eficácia de muitos medicamentos, mas desprovidas dos respetivos efeitos secundários (e estes são muitos!), as bagas são incontornáveis8-14.
    - O pygeum. Também conhecido sob o nome de Ameixoeira Africana, o pygeum está igualmente indicado para aliviar os sintomas associados à hipertrofia benigna da próstata. Desde os anos 70 que a comunidade científica dispõe de muitos estudos que confirmam esta tese15.
    - O beta-sitosterol. Este tipo de fitoesterol permite sobretudo melhorar o débito urinário e, como tal, origina um alívio certo16.
    - As raízes de urtiga. Numerosos estudos permitiram demonstrar que as raízes de urtigas, tomadas sob a forma de extrato normalizado, aliviam os problemas urinários associados à hipertrofia benigna da próstata17-20.
Em caso de sintomas ligeiros a moderados, ou, simplesmente, como medida de prevenção, pode tirar partido destes produtos naturais individualmente ou beneficiar de uma fórmula sinergética que contém todos, como a ProstaNatural Formula. Para adiar o seu aparecimento, dispõe igualmente de várias medidas preventivas:
- Mantenha uma atividade física adequada às suas condições. A inatividade física contribui inegavelmente para a hipertrofia benigna da próstata21,22.
- Adote uma alimentação responsável. Como já sabe, a alimentação desempenha um papel-chave no envelhecimento do corpo e isso aplica-se também à próstata. Consuma sem moderação alimentos ricos em antioxidantes (fruta, legumes, nozes, etc.), sem pesticidas e evite os excessos de proteínas animais, açúcares e ácidos gordos saturados conhecidos por acelerar o envelhecimento.

- Dê tempo para esvaziar bem a bexiga a cada micção e privilegie a posição sentada, desde que se sinta confortável. Instaure uma rotina onde inclui momentos para urinar, por exemplo, a horas mais ou menos fixas (ao acordar, depois da refeição, etc.) ou em intervalos de 4 horas.

- Não diminua o seu consumo de água diário, mas faça uma melhor distribuição reduzindo nomeadamente o seu consumo à noite, se já tiver sintomas. Modere o consumo de álcool, que diminui a sensação de ter vontade de urinar, e de café, que tem tendência para inchar a próstata.

"Envelhecemos como vivemos"

Os problemas de próstata são particularmente penosos para os homens com mais de 50 anos. A grande maioria arrepende-se de não ter dado a devida atenção a este órgão tão discreto. Quando questionados, todos dizem que pensavam que os problemas de próstata afetavam apenas uma parte da população masculina, a dos azarados. Se soubessem… E você, agora que já sabe, vai cuidar da sua próstata?



Références
1. Harman S.M., Metter E.J., Tobin J.D., Pearson J., Blackman M.R.: Longitudinal effects of aging on serum total and free testosterone levels in healthy men. Baltimore Longitudinal Study of Aging. J Clin Endocrinol Metab, 2001, 86, 724-731
2. Fleg J.L., Lakatta E.G.: Role of muscle loss in the age-associated reduction in VO2 max. J Appl Physiol, 1988, 65, 1147-1151.
3. Master W. H., Johnson V.E.: Human sexual response. Boston: Little Brown, 1976.
4. Hermann M, Untergasser G, Rumpold H, Berger P. Aging of the male reproductive system. Exp Gerontol 2000;35:1267-79.
5. Ho CK, Habib FK. Estrogen and androgen signaling in the pathogenesis of BPH. Nat Rev Urol 2011;8:29-41.
6. Abrams P, Chapple C, Khoury S, Roehrborn C, de la Rosette J, International Scientific C. Evaluation and treatment of lower urinary tract symptoms in older men. J Urol 2009;181:1779-87.
7. Bastien L, Fourcade RO, Makhoul B, Meria P, Desgrandchamps F. Hyperplasie bénigne de la prostate. EMC – Urologie 2011 : 1-13 [Article 18-550-A-10]
8. Wilt TJ, Ishani A, et al. Saw palmetto extracts for treatment of benign prostatic hyperplasia: a systematic review.JAMA 1998 Nov 11;280(18):1604-9.
9. Boyle P, Robertson C, et al. Meta-analysis of clinical trials of permixon in the treatment of symptomatic benign prostatic hyperplasia.Urology 2000 Apr;55(4):533-9.
10. Gordon AE, Shaughnessy AF. Saw palmetto for prostate disorders. Am Fam Physician. 2003 Mar 15;67(6):1281-3. Review. Texte intégral : www.aafp.org
11. Boyle P, Robertson C, et al. Updated meta-analysis of clinical trials of Serenoa repens extract in the treatment of symptomatic benign prostatic hyperplasia. BJU Int. 2004 Apr;93(6):751-6.
12. Gerber GS, Fitzpatrick JM. The role of a lipido-sterolic extract of Serenoa repens in the management of lower urinary tract symptoms associated with benign prostatic hyperplasia. BJU Int. 2004 Aug;94(3):338-44. Review.
13. Buck AC. Is there a scientific basis for the therapeutic effects of serenoa repens in benign prostatic hyperplasia? Mechanisms of action. J Urol. 2004 Nov;172(5 Pt 1):1792-9. Review.
14. Fong YK, Milani S, Djavan B. Role of phytotherapy in men with lower urinary tract symptoms. Curr Opin Urol. 2005 Jan;15(1):45-8. Review.
15. Wilt T, Ishani A, et al. Pygeum africanum for benign prostatic hyperplasia. Cochrane Database Syst Rev 2002;(1):CD001044.
16. Wilt T, Ishani A, et al. Beta-sitosterols for benign prostatic hyperplasia. Cochrane Database Syst Rev. 2000;(2):CD001043. Review.
17. Metzker H, Kieser M, Hölscher U. Wirksamkeit eines Sabal-Urtica-kombinationspraparates bei der behandlung der benignen prostatahyperplasie (BPH). Urologe 1996;36(4):292-300.
18. Lopatkin N, Sivkov A, et al. Long-term efficacy and safety of a combination of sabal and urtica extract for lower urinary tract symptoms--a placebo-controlled, double-blind, multicenter trial. World J Urol. 2005 Jun;23(2):139-46.
19. Sokeland J, Albrecht J. Combination of Sabal and Urtica extract vs. finasteride in benign prostatic hyperplasia (Aiken stages I to II). Comparison of therapeutic effectiveness in a one year double-blind study]Urologe A. 1997 Jul;36(4):327-33. German.
20. Efficacy and safety of a combination of sabal and urtica extract in lower urinary tract symptoms. A randomized, double-blind study versus tamsulosin. Engelmann U, Walther C, et al. Arzneimittelforschung. 2006;56(3):222-9.
21. Parsons JK. Modifiable risk factors for benign prostatic hyperplasia and lower urinary tract symptoms: new approaches to old problems. J Urol. 2007 Aug;178(2):395-401. Epub 2007 Jun 11. Review.
22. Lagiou A, Samoli E, et al. Occupational physical activity in relation with prostate cancer and benign prostatic hyperplasia. Eur J Cancer Prev. 2008 Aug;17(4):336-9.
Encomendar os nutrientes evocados neste artigo
Beta-Sitosterol 60 mg

Uma alternativa eficaz contra a hipertrofia benigna da próstata.

www.supersmart.com
ProstaNatural Formula

Ajuda a preservar a saúde da próstata

www.supersmart.com
Prostaphil™ 300 mg

O extracto de pólen que reduz o volume da próstata

www.supersmart.com
5-Loxin® 100 mg

Um extracto patenteado de Boswellia serrata, potente inibidor da enzima 5-lipoxigenase (5-LOX).

www.supersmart.com
Saw Palmetto 320 mg

320 mg de extracto normalizado de palmeira anã

www.supersmart.com
Lyc-O-Mato® 15 mg

Acondicionamento potente e económico para este nutriente indispensável

www.supersmart.com
Prosta-Friendly 250 mg

Airela optimizada e patenteada para melhorar os sintomas prostáticos e urinários.

www.supersmart.com
Nettle Root Extract 500 mg

Extracto de raiz de Urtica dioica normalizado 16:1
Recomendado pela Commissão E alemã para aliviar os problemas urinários associados à hipertrofia benigna da próstata.

www.supersmart.com
Descubra também
01-11-2017
O extracto de raiz de urtiga benéfico...
O extracto de raiz de urtiga (Urtica dioica) é amplamente utilizado na Europa para tratar a hipertrofia da próstata. Mais de 20 ensaios clínicos mostraram...
Saber mais
22-08-2018
Caros Senhores, cuidem da vossa próstata!
De entre os complementos reconhecidos por limitar a hipertrofia benigna da próstata (HBP) distinguem-se incontestavelmente extractos de plantas e nutrientes que foram alvo de múltiplos...
Saber mais
16-01-2019
E o melhor complemento para a próstata...
Pergunta: Qual é o melhor complemento alimentar para os problemas de próstata? Resposta: Se ainda não é afetado pela hiperplasia benigna da próstata, saiba que...
Saber mais
Siga-nos
Seleccione o idioma à sua escolha
ptfrendeesitnl

Gratuito

Obrigado pela sua visita; antes de partir

INSCREVA-SE NO
Club SuperSmart
E beneficie
de vantagens exclusivas:
  • Gratuito: a publicação científica semanal "Nutranews"
  • Promoções exclusivas para membros do clube
> Continuar