Início   >  CBD – o mundo...
04-02-2019

CBD – o mundo inteiro está a disputá-lo e vai compreender porquê

CBD

Se se interessa por nutrição, com certeza não passou ao lado do CBD. Esta molécula canabinóide totalmente natural faz um verdadeiro sucesso em todo o mundo! Sem efeitos secundários e perfeitamente legal, faz a felicidade de milhões de pessoas vítimas de dores crónicas, de ansiedade ou de dificuldade em dormir. Mas, segundo um novo estudo, ela poderia fazer ainda melhor.


Uma equipa de investigadores debruçou-se recentemente sobre os efeitos anti-proliferantes do CBD, já revelados por estudos anteriores. De acordo com as suas conclusões, os canabinóides poderiam travar a progressão do cancro impedindo as células doentes de se dividirem e invadirem os tecidos saudáveis. Segundo outros trabalhos realizados, os canabinóides privariam também os tumores dos aportes sanguíneos indispensáveis ao seu desenvolvimento e propiciariam a resposta imunitária. “Precisamos sempre de substâncias adicionais contra o cancro.”, lembra o professor Burkhard Hinz, um dos autores do estudo. “Ora, se fizermos a síntese de todos os dados relativos aos canabinóides, apercebemo-nos que eles atuam a vários níveis contra o desenvolvimento do cancro.” Uma nova propriedade não negligenciável que se vem juntar ao seu efeito mais notável e sem dúvida o mais fácil de observar: aliviar rapidamente a dor.

Como o CBD alivia as dores crónicas

Até há pouco tempo, vários estudos haviam mostrado que o CBD tornava a dor mais tolerável e menos desagradável, mas não se tinha conseguido explicar em detalhe o mecanismo subjacente a esse efeito (1). Mas, desde o fim do ano 2018, a comunidade científica segue uma pista quente. A doutora Gabriella Gobbi e sua equipa demonstraram que o CBD não atuava nos recetores canabinóides CB1 como o THC, mas sim ligando-se a recetores específicos envolvidos na ansiedade (“serotonin 5-HT1A”) e na dor (“vanilloid TRPV1”).


Descobrimos, durante estudos relativos à dor crónica, que doses fracas de CBD, administradas durante 7 dias, aliviavam tanto a ansiedade como a dor, dois sintomas que encontramos classicamente nas neuropatias.”, diz entusiasmado Danilo De Gregorio, um dos autores do estudo. “As nossas investigações esclareceram o mecanismo de ação do CBD, acrescentou a doutora Gobbi, e mostraram que ele podia ser utilizado sem provocar os efeitos secundários graves do THC!”


Um avanço importante na compreensão dos fitocanabinóides, novas alternativas para aliviar a dor de costas, as dores pós-traumáticas, as dores articulares, as dores traumáticas…

Como tomar CBD?

O CBD é um composto lipófilo, ou seja, que tem tendência para se solubilizar nas gorduras. Esta particularidade influencia consideravelmente a sua absorção através da parede intestinal; essa absorção é multiplicada por 5 se o tomar durante uma refeição rica em gorduras em vez de em jejum ou entre as refeições (2). As gorduras estimulam, além disso, a secreção de bílis no intestino, o que melhora a absorção dos compostos lipófilos como o CBD.


Salientamos que são precisas cerca de 3 horas após a ingestão de uma cápsula de CBD 25 mg para que os níveis sanguíneos atinjam o seu máximo. E os efeitos podem perdurar durante 24 a 48 horas (3)!


Se nunca encontrou um composto natural capaz de o aliviar sem provocar efeitos secundários nocivos, já sabe o que tem a fazer…


Os dois estudos

1. Burkhard Hinz Robert Ramer. Anti‐tumoural actions of cannabinoids. British Journal of Pharmacology, 2018 DOI: 10.1111/bph.14426

2. Danilo De Gregorio, Ryan J. McLaughlin, Luca Posa, Rafael Ochoa-Sanchez, Justine Enns, Martha Lopez-Canul, Matthew Aboud, Sabatino Maione, Stefano Comai, Gabriella Gobbi. Cannabidiol modulates serotonergic transmission and reverses both allodynia and anxiety-like behavior in a model of neuropathic pain. PAIN, 2018; 1 DOI: 10.1097/j.pain.0000000000001386


Outras referências bibliográficas

3. De Vita et al. Association of Cannabinoid Administration With Experimental Pain in Healthy Adultsy. (2018). JAMA Psychiatry.doi:10.1001/jamapsychiatry.2018.2503

4. FDA – Epidiolex labeling revised 6/2018 - https://www.accessdata.fda.gov/drugsatfda_docs/label/2018/210365lbl.pdf

5. Devinsky, O., Cross, J. H., Laux, L., Marsh, E., Miller, I., Nabbout, R., … Wright, S. (2017). Trial of Cannabidiol for Drug-Resistant Seizures in the Dravet Syndrome. New England Journal of Medicine, 376(21), 2011–2020.doi:10.1056/nejmoa1611618

Encomendar os nutrientes evocados neste artigo
CBD 25 mg

Um analgésico natural e potente para eliminar as dores de forma duradoura

www.supersmart.com
CBD Oil 6 %

Óleo de cânhamo normalizado a 6,4% de canabidiol (CBD)

www.supersmart.com

Gratuito

Obrigado pela sua visita; antes de partir

INSCREVA-SE NO
Club SuperSmart
E beneficie
de vantagens exclusivas:
  • Gratuito: a publicação científica semanal "Nutranews"
  • Promoções exclusivas para membros do clube
> Continuar